SoftRio e InfoRio – Empresas de Petrolina investem em certificação de qualidade

A SoftRio e a InfoRio serão as primeiras organizações do sertão do Estado a se capacitarem para adquirir os selos MPS e MPT, que hoje são reconhecidos nacionalmente

Para ganhar mais competitividade e espaço no mercado de Tecnologia da Informação, empresas do sertão pernambucano começam a investir na conquista de selos de qualidade. A SoftRio e a InfoRio, ambas sediadas em Petrolina, serão capacitadas, a partir de fevereiro, pelo SOFTEXRECIFE para se adequarem às exigências dos modelos de Melhoria do Processo de Desenvolvimento Software (MPS-sw) e de Teste de Software (MPT). Elas serão as primeiras organizações do interior do Estado a disputarem as certificações, que hoje são reconhecidas nacionalmente.

O diretor de Tecnologia do SOFTEXRECIFE, Marcos Gomes, explica que os selos são uma iniciativa importante, pois reflete diretamente na melhoria do faturamento das companhias e no desenvolvimento do setor em Pernambuco. “Ter excelência nos processos de desenvolvimento e de teste de software faz toda diferença no mercado. Ajuda a consolidar o nome da empresa, agrega valor ao produto e ainda credencia sua participação em concorrências públicas. É um investimento que se reverte em benefícios financeiros”, afirma.

Segundo ele, levantamentos feitos pelo Softex mostraram que organizações com selos registraram um aumento médio anual de 26% no faturamento de 2012 sobre 2011, enquanto a expansão média das demais companhias foi de 13%. Gomes também ressalta que a implantação dos modelos de qualidade nas empresas de Petrolina pode marcar uma mudança cultural no interior. “Será o primeiro passo para difundir a cultura de qualidade junto às empresas que estão longe da Região Metropolitana do Recife. Dessa forma, esperamos que outras organizações vejam as vantagens e resolvam aderir ao programa”, comenta.

Criada em 1996, a InfoRio é uma companhia especializada em sistemas e soluções de gestão para empresas, tanto na área administrativa quanto na agrícola. Além de atuar em todo estado de Pernambuco, ela possui clientes na Bahia, Piauí e Ceará. “A certificação é uma iniciativa para nos posicionarmos melhor no setor de TIC e disputarmos novos mercados. Por isso, estamos investindo em aprimorar o processo de produção e qualificar nossos profissionais”, pontua o diretor da InfoRio, João Onofre Alves.

Já a SoftRio atua desde 2002, desenvolvendo programas para automação do comércio varejista em Petrolina. De acordo com Glécio Rodrigues de Albquerque, diretor da empresa, a intenção é que, ao se implantar os modelos MPS e MPT, se formalize o processo de desenvolvimento de software e isso se reflita na qualidade do produto. “Os modelos nos ajudarão a ter um maior controle na área de produção. Além disso, ter os selos não deixa de ser um diferencial positivo por atestar a qualidade da empresa e do produto que desenvolvemos”, coloca.

A qualificação da SoftRio e da InfoRio é resultado de uma parceria entre o SOFTEXRECIFE e o Sebrae Pernambuco. Por isso, as empresas terão um custo equivalente a 30% do valor praticado pelo mercado na conquista pelo selo. O projeto prevê duas fases: a implementação e a avaliação. Na primeira, é feito o diagnóstico da empresa; o planejamento, e a institucionalização do processo. Na segunda, são realizadas as últimas orientações e a avaliação propriamente dita. Só então, se alcançada os padrões, será concedido o certificado de acordo com o nível de maturidade da companhia.

Print Friendly