sobre o mpt

O MPT.Br é um modelo de Melhoria do Processo de Teste concebido para apoiar organizações através dos elementos essenciais para o desenvolvimento da disciplina de teste, inserida no processo de desenvolvimento de software. O MPT.Br trata a melhoria do processo de teste através das melhores práticas relativas às atividades desenvolvidas ao longo do ciclo de vida de teste do produto.

A busca por modelos de referência está diretamente vinculada à demanda organizacional, visto que a efetiva gestão dos ativos organizacionais é crítica para o sucesso do negócio. Nesse contexto, os processos, oriundos de modelos de maturidade, tem por objetivo auxiliar às organizações a alcançarem os resultados almejados através da melhor execução das atividades planejadas, minimizando os impactos quando da introdução e uso de novas tecnologias.

Objetivos do MPT.Br

  • Tornar-se um modelo de referência para definição, implantação e melhoria dos processos de teste;
  • Abordar a melhoria contínua nos processos de teste, conforme os objetivos organizacionais e nível de maturidade almejado;
  • Fornecer uma base para avaliação e consequente identificação do grau de maturidade presente nas organizações; e
  • Reunir as melhores práticas e estruturá-las segundo o grau de complexidade versus o nível de maturidade que a mesma estará relacionada.

O MPT.Br é constantemente aperfeiçoado tomando como referência as versões anteriores e suas aplicações nas empresas, assim como contribuições da comunidade de teste de software brasileira. Os pontos críticos do modelo, a base referencial em teste e a evolução da engenharia de software são sempre levados em consideração para consolidação e implementação da melhoria contínua do modelo.

É importante enfatizar que o MPT.Br tomou como base outros modelos de referência em teste de software e modelos de referência em melhoria de processo de software, tais como:

  • Testability Support Model (TSM) (criado por David Gelperin)
  • Testing Maturity Model (TMM) (criado pelo IIT-Illinois Institute of Technology)
  • Test Process Improvement (TPI) (criado por Koomen e Pol)
  • Test Organization Maturity (TOMTM) (criado pela empresa Systeme Evolutif)
  • Testing Assessement Program (TAP) (criado pelas empresas Software Futures LTD e IE Testing Consultancy LTD)
  • Testing Improvement Model (TIM) (criado por Ericson, Subotic e Ursing)
  • Testing Maturity Model Integration (TMMi) (criado e mantido pela TMMi Foundation)
  • Maturity Model for Automated Software Testing (criado por Mitchel H. Krause)
  • Modelo de Melhoria de Teste (MMT) (criado por Emerson Rios e Trayahu Moreira)
  • Capability Maturity Model Integration (CMMI) (criado pelo SEI-Software Engineering Instititute)
  • Melhoria de Processo do Software Brasileiro (MPS.BR) (criado pela Sociedade SOFTEX)

Diferenciais do MPT.Br

  • Projetado com foco nas características e necessidades das pequenas e microempresas desenvolvedoras de software;
  • Processos de implantação curtos, adequados às necessidades específicas de cada empresa;
  • Aderente aos principais modelos de maturidade internacionais;
  • 100% aderente às metodologias ágeis; e
  • Baixo custo de implantação quando comparado aos principais modelos internacionais.
+  ler mais